Missão profética

Simone Furquim Guimarães

A leitura do Evangelho de hoje é Mt 17,10-13. Esta leitura é sequência da narração sobre a transfiguração de Jesus no alto da montanha. Na transfiguração, os discípulos viram o profeta Elias conversando com Jesus. Esta visão confirma a expectativa dos primeiros cristãos por trás do Evangelho de Mateus, que entenderam que Jesus é o messias anunciado pelo profeta Malaquias:

Vou mandar-vos o profeta Elias, antes que venha o grande e temível dia do Senhor.

Ml 3,23

No tempo de Jesus, havia muitos grupos de judeus que interpretavam de forma diferente como seria a vinda do Messias. Liam as mensagens dos profetas do Antigo Testamento e aguardavam os sinais da vinda do Senhor. O evangelista Mateus compreendeu que Jesus é este Messias e que foi anunciado por João Batista. O Evangelho de Mateus nos anunciou esta Boa Notícia!

Mas os discípulos de Jesus não entenderam a mensagem profética porque pensavam assim como os doutores da Lei ensinavam: Elias teria que ter vindo antes e não depois do Messias. Foi preciso Jesus explicar a profecia: não é a pessoa de Elias que volta, mas sim a profecia; ou seja, a missão profética de anunciar e indicar o caminho do Senhor; esta missão foi realizada pelo profeta João Batista. Jesus diz que por isso João Batista representa o profeta Elias. É a missão profética que deve vir sempre para abrir os caminhos. Mas João Batista não foi reconhecido; pelo contrário, foi maltratado.

A vocação de todo cristão é de anunciar e indicar o caminho de Jesus Cristo. Este é o tema da Conversa de Justiça e Paz que é transmitido neste sábado, com a presença do Cardeal de Brasília, Dom Paulo Cezar. Assim como João Batista, devemos estar com nossos corações ardentes, ser presença no meio do povo e estar a serviço. Esta é a conclamação de Dom Paulo Cezar para toda liderança da igreja.  Que neste período do Advento, tempo de espera e esperança da vinda do Messias Menino chegue nas nossas vidas, possamos abrir nossos corações para compreender o anúncio de sua chegada e também nos colocar neste serviço da profecia de anunciar o caminho de Jesus Cristo a partir dos Evangelhos.

 


Ouça no Podcast Ignatiana [link]


Simone Furquim Guimarães é mestre em Teologia na linha bíblica. Tem experiência na área de Leitura Popular da Bíblia no Centro de Estudos Bíblicos (CEBI/Planalto Central).


Esta reflexão bíblica foi originalmente apresentada no Programa de Justiça e Paz, produzido pela Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília, que vai ao ar todo sábado, às 11:00, na Rádio Nova Aliança.

Desde outubro de 2020, também disponível no podcast Ignatina.

Palavra de Deus Simone Furquim Guimarães

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: