Curso sobre o Livro dos Salmos

Situar o Saltério (livro dos Salmos) enquanto literatura bíblica em seu contexto no âmbito da cultura judaica e do cristianismo. Aprofundando aspectos culturais e cultuais presentes na poesia e na lírica religiosa, sempre partindo da realidade dos que celebraram sua esperança, dores e sofrimentos, utopias em torno da fidelidade a Deus e, da vivência da fé, tanto na dimensão pessoal quanto na comunitária. Trazer essa percepção para os dias de hoje em que nós – fieis e desejosos de fazer e viver a vontade de Jesus - possamos expressar igualmente nossa caminhada por meio da salmodia.

Leia mais Curso sobre o Livro dos Salmos

Como Jesus amou

A leitura do Evangelho hoje é Jo 15,9-17. Ela nos ensina como Jesus encara sua missão como manifestação de amor: "Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos"(Jo 15,13). Jesus mostra que o Pai é a fonte desse amor que o impele a amar os irmãos. E quer que nós copiemos esse modelo e vivemos o amor fraterno: "amai-vos uns aos outros".

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Como Jesus amou

A escuta no “divino ofício do pastoreio”

A imagem do Bom Pastor está carregada de simbolismos interessantes, embora não tenha tanto impacto no contexto urbano em que vivemos, onde os valores da igualdade e democracia parecem estar em contradição com a imagem de rebanho conduzida por um Pastor. No entanto, para muitos, as imagens do “cercadinho” e a do “gado manipulado” parece não causar tanta estranheza.

— Pe. Adroaldo Palaoro, SJ

Leia mais A escuta no “divino ofício do pastoreio”

Dom Tomás Balduíno

A leitura de hoje é Jo 6,60-69. Jesus estava na sinagoga com seus discípulos. Havia feito um discurso sobre o significado da multiplicação dos pães e sobre o sentido do Pão da Vida (Jo 6,1-59). Após esse discurso muitos discípulos “voltaram atrás e não andaram mais com Jesus” (v.66).

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Dom Tomás Balduíno

Jesus pascal

Estamos na segunda semana litúrgica da Páscoa. As leituras que vimos e ouvimos esta semana são para confirmar o poder do Ressuscitado. Ele é nos apresentado pelas primeiras comunidades cristãs, sobretudo, aqui, pela comunidade joanina. O Evangelho de João é muito utilizado na liturgia desse período, pois nos apresenta este Jesus pascal. Os primeiros cristãos entenderam realmente quem foi e quem é Jesus somente após a Páscoa.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Jesus pascal

Sagrado fruto

Sagrado é o fruto do trabalho!
Vida é este fruto
Que traz a paz do dever cumprido,
Que traz o alimento aos amados,
Que traz saúde ao corpo
E predispõe a alma à elevação.

— Cléria d'Almeida Córdova

Leia mais Sagrado fruto

Apóstola dos Apóstolos

O Evangelho chama a atenção, alertando que a fé na ressurreição é o ponto de partida das comunidades cristãs e é nosso ponto de partida também. Temos, nos quatro Evangelhos Maria Madalena como a primeira a proclamar o principal dogma de nossa fé.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Apóstola dos Apóstolos

Ressuscitado com chagas

O relato pascal deste domingo é chave para entender o sentido de todas as aparições do Ressuscitado aos seus amigos e amigas. Ele não tem a intenção de nos querer dizer o que “aconteceu”, mas transmitir-nos uma vivência, uma experiência.

— Pe. Adroaldo Palaoro, SJ

Leia mais Ressuscitado com chagas