Categoria: Simone Furquim Guimarães

Como Jesus amou

A leitura do Evangelho hoje é Jo 15,9-17. Ela nos ensina como Jesus encara sua missão como manifestação de amor: "Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos"(Jo 15,13). Jesus mostra que o Pai é a fonte desse amor que o impele a amar os irmãos. E quer que nós copiemos esse modelo e vivemos o amor fraterno: "amai-vos uns aos outros".

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Como Jesus amou

Dom Tomás Balduíno

A leitura de hoje é Jo 6,60-69. Jesus estava na sinagoga com seus discípulos. Havia feito um discurso sobre o significado da multiplicação dos pães e sobre o sentido do Pão da Vida (Jo 6,1-59). Após esse discurso muitos discípulos “voltaram atrás e não andaram mais com Jesus” (v.66).

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Dom Tomás Balduíno

Jesus pascal

Estamos na segunda semana litúrgica da Páscoa. As leituras que vimos e ouvimos esta semana são para confirmar o poder do Ressuscitado. Ele é nos apresentado pelas primeiras comunidades cristãs, sobretudo, aqui, pela comunidade joanina. O Evangelho de João é muito utilizado na liturgia desse período, pois nos apresenta este Jesus pascal. Os primeiros cristãos entenderam realmente quem foi e quem é Jesus somente após a Páscoa.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Jesus pascal

Apóstola dos Apóstolos

O Evangelho chama a atenção, alertando que a fé na ressurreição é o ponto de partida das comunidades cristãs e é nosso ponto de partida também. Temos, nos quatro Evangelhos Maria Madalena como a primeira a proclamar o principal dogma de nossa fé.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Apóstola dos Apóstolos

Fé na ressurreição

As discípulas de Jesus: Maria Madalena, Joana e Maria, mãe de Tiago levaram aromas e perfumes para embalsamar o corpo de Jesus no primeiro dia da semana; mas o corpo não estava lá no sepulcro.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Fé na ressurreição

Sinais

O Evangelho informa que as autoridades judaicas conspiravam para matar Jesus porque ele estava realizando muitos sinais. O último sinal que desencadeou a ira dessas autoridades foi a recente ressurreição de Lázaro.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Sinais

O Messias

No tempo de Jesus havia muitas expectativas messiânicas. Os saduceus sonhavam com a possibilidade de restaurar a monarquia davídica. Os zelotas, esperavam um messias como o rei Davi guerreiro. Os batistas esperavam um Messias como um juiz severo. E o povo pobre e excluído esperava um libertador (Lc 24,21).

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais O Messias

Mulher educadora e sábia

Ainda neste mês de março, tempo de fazer memória das resistências e lutas das mulheres ao longo da história humana, podemos conciliar com tema sobre Educação, proposto pela CF deste ano. É oportuno então falar das lutas e resistências das mulheres na Bíblia e falar sobre a mulher educadora e sábia

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Mulher educadora e sábia

Buscando as virtudes

O evangelista informa que por meio de um ensinamento (parábola) Jesus criticou o comportamento de pessoas que arvoravam serem justos e desprezavam os considerados pecadores.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Buscando as virtudes