Crianças: sinais do Reino

Simone Furquim Guimarães

Mateus 19,13-15

A leitura do Evangelho hoje é Mt 19,13-15. Nela nos revela que as crianças são sinais do Reino dos Céus.

Mateus narra Jesus no território da Judéia, aproximando-se do seu caminho final neste mundo, aproximando-se da realização de sua Glória, do Reino dos Céus. Nesse caminho aparecem as crianças que, na cultura da época eram desvalorizadas, assim como as mulheres, não eram contadas na sociedade, não podiam se aproximar de um mestre.

Jesus descontrói essa ideia contra as crianças e ensina para os discípulos a valorizar e a aprender com elas: “Deixai as crianças e não as impeçais de vir a mim, pois delas é o Reino dos Céus”. Jesus impõe as mãos sobre as crianças, como num ritual de consagração a Deus (1Tm 4,14) e abençoa-as e diz que o Reino já pertence a elas, não é algo a ser alcançado. Isto porque elas já vivem os sinais do Reino. Conhecemos em Mateus Jesus afirmando isso no alto da montanha, na proclamação das Bem Aventuranças: o Reino dos Céus também já é dos pobres no espírito (Mt 5,3) e dos que promovem a justiça (Mt 5,10).

Importante esclarecer que no tempo do Evangelho, os doutores da Lei consideravam-se “ricos no espírito”. Ou seja, grandes conhecedores dos ensinamentos de Deus. O Evangelista então contrapõe essa ideia sabendo que esses que se arvoram ser ricos no espírito faz mal para os fiéis, excluem os fieis do plano de salvação de Deus. Por isso, na montanha, Jesus vai afirmar que o Reino do céu já está acontecendo para os que são pobres no espírito, pois não são como os doutores da lei. Pelo contrário, são humildes, são obedientes da Lei ensinada por Jesus.

Aqui na terra, as crianças, os pobres no espírito, os que promovem a justiça nos ensinam a construir e viver os sinais do Reino. Cabe a nós ter o discernimento para compreender essas coisas e compreender como fazê-las (v.12).

Com a alegria das crianças, vamos cantar, dançar e aprender a “mudar nossa história”, construindo os sinais do Reino, assim como poetisa tão bem o cantor Zé Vicente:

Criançada faça a roda
Que a esperança quer dançar
Vão em frente abrir caminhos
Nova história quer chegar.


Ouça no Podcast Ignatiana


Simone Furquim Guimarães é mestre em Teologia na linha bíblica. Tem experiência na área de Leitura Popular da Bíblia no Centro de Estudos Bíblicos (CEBI/Planalto Central).


Esta reflexão bíblica foi originalmente apresentada no Programa de Justiça e Paz, produzido pela Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília, que vai ao ar todo sábado, às 11:00, na Rádio Nova Aliança.

Desde outubro de 2020, também disponível no podcast Ignatina.

Palavra de Deus

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: