E se eu soubesse que morreria em poucos dias…

Joana Eleuthério

O QUE EU FARIA?

Tentaria revisitar minha vida para
também reencontrar pessoas
que fizeram parte da minha história.

Mas talvez não fosse possível,
por causa do encurtado do tempo
e das distâncias tão ampliadas
na ‘quarentena’ coroada de vírus.

ENTÃO, O QUE EU FARIA?

Talvez escrevesse cartas, bilhetes, e-mails
e procuraria fotos significativas da época
para enviar minha gratidão.
Na falta de uma foto,
procuraria notícias que nos marcaram.

Mas não ficaria na expectativa de retorno.
Iria para uma praia ainda selvagem,
bem escondida ou para uma zona rural
totalmente isolada da civilização.

Na simplicidade e no silêncio,
de meu envelhecido corpo,
eu teria chance de dialogar
com minha essência,
e minha alma, sem máscara.

COMO NOS RECONHECERÍAMOS?

Na minha carne enfraquecida,
já no fim do túnel, a minha essência
se lembraria de nossos amores,
das brincadeiras, dos afetos,
do terço vespertino em família …
Do catecismo, do amor e da gentileza de Jesus
subindo conosco ao altar da vida plena
na humildade do pão eucarístico.

DESCANSE EM PAZ!

Brasília, 29 de março de 2020


Joana Eleuthério é graduada em Letras. Servidora pública aposentada da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal.

Imagem: Anita Malfatti — O Jardim, 1912

Espiritualidade cristã Poesia

Joana Eleuthério Visualizar tudo →

Caminhante sem nenhuma linearidade e com variados interesses.

2 comentários Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: