Tag: Morte

Fazer memória dos mortos é abrir-nos à surpresa do “Deus dos vivos”

Fazer memória dos entes queridos que já fizeram a travessia para a plenitude, nos situa diante desta realidade: todos morremos sozinhos, mas morremos, ao mesmo tempo, para todos e com todos, na grande corrente de Vida da qual todos procedemos, na qual todos pós-vivemos; ou seja, retornamos ao coração d’Aquele a quem Jesus chamou Deus dos Vivos, não de mortos.

— Pe. Adroaldo Palaoro, SJ

Leia mais Fazer memória dos mortos é abrir-nos à surpresa do “Deus dos vivos”

Os mortos que espiam e os que assombram – II (final)

Não há, eu entendo, uma escala de medos, mas se tivesse de classificar os meus, ia por ordem. Um: na infância, o fura-dedo. Era um homem do setor de erradicação da malária, que passava nas casas, à tarde, avisando que, à noite, voltaria para coletar sangue. Eu tinha tanto horror de uma reles furada de alfinete, que corria para me esconder no galinheiro de casa e vinha de lá debaixo de vara. Condução coercitiva. Uma vergonha para a espécie humana.

Diário de um desespero – ou quase - XXXV

João Carlos Pereira

Leia mais Os mortos que espiam e os que assombram – II (final)

Os mortos que espiam e os que assombram – I

Jamais consegui aceitar a ideia de que pessoas – falo dos vivos, claro - iam a cemitérios em busca de paz. Conheci muita gente que afirmava gostar de absorver o silêncio daqueles lugares, enquanto caminhava entre as alamedas, olhando retratos sombrios de gente morta há tempos. Todos sérios, invariavelmente com a cara fechada, nenhum sorriso.

Diário de um desespero – ou quase - XXXIV

João Carlos Pereira

Leia mais Os mortos que espiam e os que assombram – I