Cartinha do hospital

João Carlos Pereira

Meus amigos e minhas amigas

Não vou começar outra série de crônicas. Não tenho ânimo para tanto.

São 11h42 do domingo, 25 de outubro.

Devido a não poder atender tantas ligações e a não ter condições de estar no zap, me inspiro em São Paulo e em São Pedro e preparo esta cartinha.

Estive assimtomático por vários dias e por isso peço imensas desculpas, caso tenha causado, involuntariamente, a transmissão do Coronavírus.

Por causa de uma febre de 38,5ºC fui internado na emergência do Hospital Amazônia, onde passei horas terríveis, a espera do leito que não havia.

De repente, na hora da maior necessidade, como se fosse uma tarefa coordenada de informação instantânea, entraram no circuito ao mesmo tempo, o Hélder, o Zenaldo, o Leonam Cruz, a Clara Nery, o Antônio (e a Iracema) Lourenço, Jamilly e o Alírio Gonçalves. Todos me acolheram sob suas asas e fui recebido na ala Camões, da Beneficente, onde estou sendo tratado principescamente. Num piscar de olhos, nosso Senhor transforma amigos em anjos da guarda.

Hoje tive febre de 37,0 e não há sinais de infecção secundária, graças a Deus. Apenas me sinto muito fraco.

Estar na ala Camões é uma espécie de bom presságio, para mim que acredito na poesia e na ajuda das ninfas do Tejo. Ora, se elas deram ao poeta empenho para que ele compusesse os 8816 versos de Os Lusíadas, por que me deixariam na mão?

Sinto a doce presença de Nossa Senhora de Nazaré neste ambiente e nela confio.

Assim que puder mandarei mais notícias.

Estou acompanhado de ótimos médicos, atenciosos e cuidadosos. Muitos me conhecem e me acariciam.

As instalações são maravilhosas e a comida é boa, muito boa.

Deus os guarde e Nossa Senhora os proteja.

Como disse o nosso santo padre Francisco, rezem por mim.

Carinhosamente,
João


João Carlos Pereira (Belém do Pará, 1959-2020) jornalista, escritor, professor, membro da Academia Paraense de Letras.

Série Diário de um desespero – ou quase
Todas as crônicas publicadas no Ignatiana

Imagem: Columbano Bordalo Pinheiro — Camões e as Tágides, 1894.

Crônicas de João Carlos Pereira

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: