O papel do profeta

Simone Furquim Guimarães

Diante dos acontecimentos da realidade brasileira, é urgente ouvir a voz dos profetas e profetisas de hoje.
É preciso conhecer o papel social dos profetas, à luz do que os textos bíblicos nos mostram e ensinam.

Por valorizar muito a história de seu povo com Deus, do tempo em que as pessoas experimentaram mais vida e liberdade, é que os profetas são capazes de analisar profundamente o contexto em que vivem; se estão condizentes ou não com o projeto de Deus.

Por isso, os profetas não se deixam enganar pelas ideias e interpretações que vigoram dentro do sistema de poder, dominado por uma elite política, econômica, religiosa, que não querem transformações porque estas transformações prejudicariam ou acabariam com seus privilégios.

Inspirados/ras por Deus, profetas e profetisas tiveram coragem de denunciar as injustiças sociais e resistir aos conflitos que surgiram em consequência dessas denúncias. O papel do profeta é de incomodar, de tirar do conforto o sistema que oprime.

O profeta Amós, por exemplo, incomodou os sistemas de poderes quando denunciou as injustiças sociais e religiosas de seu tempo:

Assim diz o Senhor: Pelas transgressões de Israel não retirarei o castigo, porque vendem o justo por dinheiro, e o necessitado por um par de sapatos, esmagam sobre o pó da terra a cabeça dos fracos e pervertem o caminho dos mansos.

Am 2,6-7

Amós tinha consciência de que o problema fundamental da injustiça reinante na sociedade é causada pelas estruturas sócio-econômico-político-cultural e religiosas. São estas estruturas que pisavam, esmagavam e pervertiam as pessoas.

Ninguém quer que a injustiça governe nosso país. Esta semana, tivemos mais 150 vozes denunciando as injustiças sociais. Os 152 bispos de nossa igreja, sensíveis ao sofrimento de nossa gente soltaram suas vozes, numa “Carta para o Povo de Deus”.

Cabe a nós nos questionar se estamos abertos à profecia ou se queremos calar a sua voz, sabendo que se nós ignorarmos as vozes dos profetas diante da dezenas de milhares de vidas, centenas de pequenas empresas fechadas por ausência de apoio governamental, milhões de desempregos e dezenas de bilionários brasileiros, que se enriqueceram ainda mais na pandemia, as pedras falarão…


Simone Furquim Guimarães é mestre em Teologia na linha bíblica. Tem experiência na área de Leitura Popular da Bíblia no Centro de Estudos Bíblicos (CEBI).

Esta reflexão bíblica foi originalmente apresentada no Programa de Justiça e Paz, produzido pela Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília, que vai ao ar todo sábado, às 11:00, na Rádio Nova Aliança.

Palavra de Deus

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: