A Quaresma e o meu desejo de Deus

Joana Eleuthério

Que nesta quaresma eu realmente
alcance maior intimidade com Jesus.
Que eu me torne sua íntima e fiel seguidora
(Sem querer ficar com o lugar de Madalena).
Que este seja de fato um tempo
de autêntica conversão.
E, sem reserva alguma, total transparência
e boas energias no coração,
eu acolha a vida nova que Ele veio nos trazer,
como um dom da pura gratuidade do Pai.

— Preciso me dedicar e cultivar cuidadosamente
essa relação divina e trinitária.
Esvaziar-me do ego para conviver com leveza,
apesar das falhas e pecados meus.

Comunicação cheia de confiança,
reconhecendo as lamentáveis ocasiões
em que eu fechei o coração ao amor
deixando de fazer a interação amorosa,
que Jesus nos recomendou ao dizer que
seríamos reconhecidos como seus discípulos
se a nossa relação com os irmãos fosse
baseada no amor com que Ele nos amou.

Nesse caminho de pedir a graça
da verdadeira intimidade,
ouço estas palavras de Jesus que
me encorajam a pedir uma vez mais.

Pedi e vos será dado! Procurai e achareis! Batei e a porta vos será aberta! Pois todo aquele que pede, recebe; quem procura, encontra; e a quem bate, a porta será aberta.

Mateus 7, 7-8

Para poder falar com Deus,
tenho que perder a conta e
ter as mãos vazias, a alma e o corpo nus.
(Como já disse o poeta)

Meu Jesus, como é triste e doído
ver o Brasil, o mundo e a Igreja tão divididos.
Tudo desintegrado e todas as pessoas
tão fragilizadas e tão perdidas…
Onde está o amor que você nos dedicou
e ensinou, amando toda a humanidade,
sensibilizando-se com os mais pequeninos?
Me uno a você, Jesus, em sua oração ao Pai:

Minha oração não é apenas por eles.
Rogo também por aqueles que crerão em mim,
por meio da mensagem deles,
para que todos sejam um, Pai,
como tu estás em mim e eu em ti.

Que eles também estejam em nós,
para que o mundo creia que tu me enviaste.”

João 17,20-21

Joana Eleuthério é graduada em Letras. Servidora pública aposentada da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal.

Imagem: Fratel Venzo — Cristo nell’orto del Getsemani, 1970

Poesia

Joana Eleuthério Visualizar tudo →

Caminhante sem nenhuma linearidade e com variados interesses.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: