Tag: Evangelho de Lucas

Terra boa

A parábola do semeador aponta para as pessoas que acolhem ou não o Evangelho e também para as que semeiam o Evangelho, pois, a parábola do semeador está no contexto em que Jesus sai em missão, peregrinação por vários “caminhos”

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Terra boa

Fariseus de plantão

Jesus desconstrói a interpretação fundamentalista da Lei e nos mostra o bem maior que Deus quer para todos nós, que Deus quer que aprendamos para aplicar em nossa vida, na vida com nossos irmãos.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Fariseus de plantão

Árvore, tesouro e construção

Jesus conta três parábolas: da árvore boa e ruim, do tesouro bom e ruim e do homem que constrói a casa sobre a rocha. Nestas parábolas há elementos comparativos para ensinar como deve ser e fazer o bom cristão: deve ser a árvore boa, os frutos bons, o bom tesouro e o bom construtor.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Árvore, tesouro e construção

Misericórdia e graça

A parábola que Jesus conta nos ensina a viver uma relação sincera com Deus, de reconhecimento de sua infinita misericórdia e graça. Jesus desconstrói a relação que muitos fariseus tinham com Deus. Uma relação de troca de favores e privilégios, além de uma teologia do medo, que prega o castigo de Deus.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Misericórdia e graça

Sanear os corações

Os fariseus e escribas reclamam porque Jesus acolhe e come com publicanos e pecadores. Em resposta a esses murmúrios, Jesus conta a parábola do filho pródigo para revelar, dentre outras coisas, que a relação dos fariseus com Deus era semelhante a relação do filho mais velho com o pai: exigia exclusividade de privilégios.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Sanear os corações

Puro e impuro

Que neste período quaresmal, tempo de reflexão e de arrependimento, possamos abrir nosso coração e deixar Deus fazer sua morada; assim como Levi, que seguiu o chamado de Jesus e o convidou a entrar em sua casa.

— Simone Furqum Guimarães (Cebi/Planalto Central)

Leia mais Puro e impuro

Vida familiar: entrar em sintonia com os tempos e ritmos de Deus

Jesus, no cotidiano familiar, nos revela que Ele é o homem das “grandes sínteses”: entre o particular e o universal, entre o Deus da intimidade e os irmãos da convivialidade, entre os momentos de cuidado de si e as ocasiões de solidariedade, entre sua interioridade e sua abertura a todos sem restrição, entre ação e contemplação...

— Pe. Adroaldo Palaoro, SJ

Leia mais Vida familiar: entrar em sintonia com os tempos e ritmos de Deus