Transfiguração de Jesus

Mistérios da Luz — IV

Este é o meu Filho amado, que muito me agrada. Escutem o que ele diz.

Mt 17,5
Palavra de Deus

Mateus 17, 1-9

Seis dias depois, Jesus tomou consigo Pedro, os irmãos Tiago e João, e os levou a um lugar à parte, sobre uma alta montanha. E se transfigurou diante deles: o seu rosto brilhou como o sol, e as suas roupas ficaram brancas como a luz. Nisso lhes apareceram Moisés e Elias, conversando com Jesus. Então Pedro tomou a palavra, e disse a Jesus: «Senhor, é bom ficarmos aqui. Se queres, vou fazer aqui três tendas: uma para ti, outra para Moisés, e outra para Elias.» Pedro ainda estava falando, quando uma nuvem luminosa os cobriu com sua sombra, e da nuvem saiu uma voz que dizia: «Este é o meu Filho amado, que muito me agrada. Escutem o que ele diz.» Quando ouviram isso, os discípulos ficaram muito assustados, e caíram com o rosto por terra. Jesus se aproximou, tocou neles e disse: «Levantem-se, e não tenham medo.» Os discípulos ergueram os olhos, e não viram mais ninguém, a não ser somente Jesus. Ao descerem da montanha, Jesus ordenou-lhes: «Não contem a ninguém essa visão, até que o Filho do Homem tenha ressuscitado dos mortos.»

Magistério

São João Paulo II

A Eucaristia, que nos aprestamos para celebrar, conduz-nos hoje espiritualmente ao Tabor, juntamente com os apóstolos Pedro, Tiago e João, para admirarmos extasiados o esplendor do Senhor transfigurado. No evento da Transfiguração contemplamos o encontro misterioso entre a história, que se edifica cada dia, e a herança bem-aventurada que nos espera no Céu, na união plena com Cristo, Alfa e Ómega, Princípio e Fim.

A nós, peregrinos sobre a terra, é dado alegrar-nos com a companhia do Senhor transfigurado, quando nos imergimos nas coisas do alto mediante a oração e a celebração dos divinos mistérios. Mas, assim como os discípulos, também nós devemos descer do Tabor à existência quotidiana, onde as vicissitudes dos homens interpelam a nossa fé. No monte vimos; pelas estradas da vida é-nos pedido que proclamemos incansavelmente o Evangelho, que ilumina os passos dos crentes.

Solenidade da Transfiguração do Senhor, 1999.

1 Pai-nosso, 10 Ave-Marias e 1 Glória ao Pai.

Ó Deus, que na gloriosa Transfiguração de vosso Filho confirmastes os mistérios da fé pelo testemunho de
Moisés e Elias, e manisfestastes de modo
admirável a nossa glória de filhos adotivos,
concedei aos vossos servos e servas ouvir a
voz do vosso Filho amado, e compartilhar da
sua herança.
Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
na unidade do Espírito Santo.


SANTO ROSÁRIO

Mistérios da Alegria
I II III IV V

Mistérios da Luz
I II III IV V

Mistérios da Dor
I II III IV V

Mistérios da Glória
I II III IV V

Imagem: Raffaello Sanzio (1483–1520). Transfiguração de Jesus, 1518/1520. Pinacoteca Vaticana (Musei Vaticani).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: