Por eleições democráticas e livres de manipulações religiosas!

Nota pública

Deve-se reconhecer que os fanatismos, que induzem a destruir os outros, são protagonizados também por pessoas religiosas, sem excluir os cristãos, que podem «fazer parte de redes de violência verbal através da internet e vários fóruns ou espaços de intercâmbio digital. Mesmo nos media católicos, é possível ultrapassar os limites, tolerando-se a difamação e a calúnia e parecendo excluir qualquer ética e respeito pela fama alheia». Agindo assim, qual contribuição se dá para a fraternidade que o Pai comum nos propõe?

Papa Francisco. Encíclica Fratelli Tutti, 46

À medida que o dia das eleições vem se aproximando, posicionamentos muito superficiais, fundamentalistas, agressivos e sem embasamento circulam nas redes sociais e, de forma inexplicável, também em algumas programações de emissoras católicas e em celebrações religiosas.

Os próprios bispos da CNBB alertaram, na Mensagem ao Povo de Deus recém-publicada:

É motivo de preocupação a manipulação religiosa e a disseminação de fake news que têm o poder de desestruturar a harmonia entre pessoas, povos e culturas, colocando em risco a democracia. A manipulação religiosa, protagonizada por políticos e religiosos, desvirtua os valores do Evangelho e tira o foco dos reais problemas que necessitam ser debatidos e enfrentados em nosso Brasil.

Mensagem da CNBB ao povo brasileiro sobre o momento atual

Pessoas de boa fé e devoção se sentem confusas quando representantes políticos fazem uso indevido do nome de Deus. Ainda mais desnorteadas se sentem quando líderes religiosos acusam apenas uma parte política de “não valorizar a família e a vida”, ao ponto de condenar quem votar nela. O voto é um direito democrático e deve ser exercido com liberdade a partir do discernimento consciente de cada pessoa.

A família e a vida foram gravemente feridas e ameaçadas pelo descuido criminoso do atual governo federal durante a pandemia da Covid-19 (conforme apurado pela CPI sobre o tema no Senado Federal), pelos cortes na educação e na saúde, pelos ataques, a maioria deles impunes, aos territórios das comunidades indígenas e tradicionais, pelo incentivo ao uso de armas de fogo e às manifestações racistas e pela falta de respeito às mulheres!

Que o direito ao voto seja exercido com consciência e de forma livre para eleger, democraticamente, governantes e parlamentares que promovam realmente “o bem comum, a justiça social, a defesa integral da vida, da família e da Casa Comum” (Mensagem dos Bispos ao povo de Deus, setembro 2022) e que os resultados das urnas eletrônicas sejam respeitados e as pessoas eleitas possam exercer seus mandatos!

Brasília (DF), 16 de setembro de 2022.

CBJP – Comissão Brasileira Justiça e Paz
CNLB – Nacional – Conselho Nacional do Laicato do Brasil
6ª Semana Social Brasileira
Ampliada do CEFEP / Regional Sul 2, Guarapuava/PR
AMTBRAN- Associação de Mulheres Trabalhadoras do Município de Brasil Novo/PA
Articulação da Pastoral da Ecologia Integral do Regional Sul 2 – Paraná
Articulação das Pastorais da Ecologia Integral do Brasil do Brasil
Associação Defesa Direitos Humanos e Meio Ambiente –ADHMA – Santarém/PA
Caritas Núcleo Lapa da Arquidiocese de São Paulo/SP
CASA LAUDELINA de Campos Mello – Organização da Mulher Negra, Campinas, SP
CEBI Pará
CEBI -SC (Centro de Estudos Bíblicos)
CEFEP – Centro Nacional de Fé e Política Dom Helder Câmara, Brasília DF
Centro Burnier Fé e Justiça, Cuiabá MT
Centro de Assistência Social Divina Misericórdia, Curitiba – PR
Centro de Direitos Humanos de Cristalândia, Paraiso do Tocantins – TO
Centro de Direitos Humanos de Formoso do Araguaia TO
Centro Popular de Formação da Juventude – Vida e Juventude – DF
Centro Santo Dias de Direitos Humanos da Arquidiocese de SP, São Paulo/Capital
CLASP – Conselho de Leigos da Arquidiocese de São Paulo/SP
CNLB – Arquidiocese de Vitória da Conquista – BA
CNLB – Norte 3, Palmas/TO
CNLB Aracaju – SE
CNLB Manaus/AM
CNLB Regional Norte 1 AM e RR
CNLB Regional Oeste I (MS)
CNLB Regional Sul 2 – Curitiba/PR
CNLB Sul 1 – São Paulo
Coletivo de Fé e Política da Arquidiocese de BH
Coletivo de Mulheres Negras “Maria, Maria”, Altamira/PA
Coletivo Popular Direito à Cidade/ Porto Velho – Rondônia-RO
Comissão de Promoção da Dignidade Humana – CPDH – Arquidiocese de Vitoria ES
Comissão Dominicana de Justiça e Paz do Brasil
Comissão Episcopal Pastoral para Ação Social Transformadora – CNBB NORTE 3, Palmas/TO
Comissão Justiça e Paz Arquidiocese de São Luís do Maranhão
Comissão Justiça e Paz -CNBB Norte 3, Palmas/TO
Comissão Justiça e Paz da Diocese de São José do Rio Preto – SP
Comissão Justiça e Paz de Brasília – CJP-DF
Comissão Justiça e Paz de São Paulo, São Paulo SP
Comissão Justiça e Paz do Regional Sul 1 da CNBB – SP
Comissão Pastoral da Terra – CPT Nacional
Comissão Regional Justiça e Paz CNBB-Oeste 1 MS
Comunidade Eclesial de Base – Lago da Pedra-MA
Congregação das Irmãs Catequistas Franciscanas
Conselho Indigenista Missionário CIMI GO/TO
Conselho Pastoral dos Pescadores- CPP
Conselho Regional da Ordem Franciscana Secular de São Paulo
Curso de Teologia para Agentes de Pastoral – CTAP, São Paulo
Escola de Fé e Política Dom Joaquim Carreira SP
Fórum de Direitos Humanos de da Terra MT
Fraternidade São Francisco da Ordem Franciscana Secular, São Paulo
Fraternidade São Francisco de Assis da Vila Clementino da OFS do Brasil, São Paulo
Fraternidade Secular Charles de Foucauld do Brasil
GEEMA – Grupo de Estudos em Educação e Meio Ambiente Rio de Janeiro, RJ
Instituto Padre Ticão – São Paulo – SP
JPIC da Família Salvatoriana
MEB – Movimento de Educação de Base
Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB)
Movimento Equipes Docentes de São Paulo
Movimento Nacional Fé e Política
Movimento Xingu Vivo Para Sempre Altamira Pará – Amazônia
Núcleo de Estudos Sociopolíticos – Nesp – PUC/Minas
Núcleo Diocesano de Formação de Fé, Política e Cidadania D. Amaury Castanho – Jundiaí/SP
OFS Fraternidade Sagrado Coração de Jesus e de Maria – Piracicaba (SP)
OFS Ordem Franciscana Secular, SUDESTE 1/MG
OLMA – Observatório Socioambiental Luciano Mendes de Almeida
Pastoral Ambiental- Arquidiocese de Olinda e Recife-PE
Pastoral da Cidadania – Diocese de Santos SP
Pastoral da Ecologia Integral – Macaé RJ Diocese de Nova Friburgo
Pastoral da Ecologia Integral da Arquidiocese de Cuiabá/MT
Pastoral da Ecologia Integral da Diocese de Umuarama/PR
Pastoral da Educação do Regional Sul1 da CNBB, São Paulo/Capital
Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP)
Pastoral da Pessoa Idosa e Catequese – AC
Pastoral da Saúde Roraima
Pastoral de Rua da Arquidiocese de Belo Horizonte/MG
Pastoral Fé e Política da Arquidiocese de SP, São Paulo/Capital
Pastoral Fé e Política do Regional Sul 1 da CNBB, São Paulo
Pastoral Fé, Política e Cidadania Dom Amaury Castanho Jundiaí-SP
Rede Eclesial Pan Amazônica – REPAM Brasil
VIVAT Internacional – BRASIL


Texto original:

Justiça e Paz Política

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: