A compaixão de Jesus e Inácio praticada hoje

Francisca Sônia R. Pinto Fontes

A espiritualidade inaciana, através dos Exercícios Espirituais, me ensinou um caminho simples, mas, ao mesmo tempo, exigente de estar com Cristo ressuscitado. Simples, porque o fato de sentar-me diariamente para ouvir a Palavra de Deus, numa atitude de escuta silenciosa e atenta, me permitiu perceber que Deus participa dos acontecimentos da minha vida com respeito e humildade. Me ama e aceita-me assim como sou, sem me impor nem me forçar a nada. No entanto, quanto mais me aproximo Dele através da Pessoa de Cristo, mais facilmente me comprometo com a realidade na qual sou chamada a viver.

Deste modo, ter Cristo como amigo tem lá suas exigências, pois é Ele mesmo quem nos chama a ver e viver nosso cotidiano e nossa realidade de vida a partir de seu olhar compassivo, amoroso e próximo. Além disso, nos garante que jamais estamos sozinhos com nossas fraquezas. Ele nos vai revelando que é a partir do que somos e temos que podemos caminhar na Sua companhia e em companhia de outros.

A compaixão de Cristo pelos pobres e sofredores, me despertou a compaixão por Verônica. Uma mãe de família solteira que cuida de cinco filhos, sozinha. Não tinha casa para morar e vivia de favores na casa de uma parenta, numa comunidade pobre da Zona Oeste do Rio de Janeiro.  Me aproximar de sua vida, de sua história, arrancou de mim a compaixão que eu nem sabia que tinha, pois vê-la com fome e sem casa para morar, me fez perceber e ver que Cristo participava ativamente de seu sofrimento e me chamava a fazer o mesmo.  E algo precisava ser feito.  

Foi assim que, em família, começamos a mobilizar os amigos para ajudar a dar a Verônica e sua família, uma vida mais digna. Contando sua história, amigos da família inaciana e outros, foram sentindo o mesmo desejo de ajudá-la. Começamos a receber doações, arrumamos uma casinha pequena na mesma comunidade em que vivia sua parenta, e conseguimos comprá-la. Recebemos doações de móveis básicos (cama, fogão, lençóis, geladeira roupas, comida, etc.), coisa pouca.  E lá foi Verônica para sua pequenina casinha com seus cinco filhos. Tão grata ficou que até hoje chora ao agradecer a Deus e a todos que a ajudaram!

Sempre tivemos a certeza de que Cristo trabalha conosco. Sendo assim, quando Ele nos chama, não há como dizer não. A vida da Verônica e de seus cinco filhos passou a ser um compromisso nosso. Partilhamos palavras, comida, oração, alegrias, Palavra de Deus, escuta e entrega.

Hoje seus filhos estão matriculados em escolas públicas e creche que ficam perto de sua casa. Seguimos acompanhando a educação de cada um. Com frequência, subimos até a comunidade onde moram para tomar um café, ler livros para as crianças, levar doações. Antes da pandemia eles passavam o Natal conosco. A festa era grande! Com certeza a presença de Cristo nestes momentos era e sempre será palpável.

Hoje percebo com mais clareza o que disse em certa ocasião o Papa Francisco:

O amor a Deus e ao próximo são inseparáveis e complementares. São as duas faces da mesma moeda.

Para além disso, a vida comunitária é a casa aonde a alegria da partilha e da oração nos sustenta na missão.

Jesus mostrou isso concretamente, com sua vida e suas ações. Está no centro de toda sua pregação. Penso que se amamos realmente a Cristo, amaremos também aquilo que Ele amava. Ouviremos Sua Palavra e a colocaremos em prática.  Sem dúvida, a espiritualidade inaciana, por meio dos Exercícios Espirituais, é uma ferramenta eficaz para o encontro pessoal com Cristo que nos leva ao próximo. Para além disso, a vida comunitária é a casa aonde a alegria da partilha e da oração nos sustenta na missão.


Francisca Sônia R. Pinto Fontes é leiga, pertencente à Comunidade de Vida Cristã (CVX), comunidade Peregrinos da Esperança, Rio de Janeiro (RJ).

Imagem: Ligia de MedeirosPapéis voadores (azulejo)
[Instagram | site]

Comunidade de Vida Cristã (CVX) Espiritualidade cristã Leigas e leigos

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

6 comentários Deixe um comentário

  1. Sônia , que a sua verdade , encontrada e seguida pela perseverança no amor de Cristo Jesus , seja tb a nossa , à procura constante no seguimento da Palavra . E que Ela possa nos libertar e conscientizar para a prática da vivência do bem comum e das necessidades dos mais necessitados . Que Ele possa nos manter firmes nos nossos propósitos de fé , esperança e amor .

    Curtir

  2. Seguir os ensinamentos de Jesus é o único caminho que leva a verdade, e nos tira das ilusões do nosso ego, dos medos, das ânsias, das compulsões.Pois nada que é do mundo preenche o vazio, apenas o despertar para Jesus que habita em nós!🙏

    Curtir

    • Sonia partilha conosco a realização do Reino do Pai aqui e agora: na pertença à Cristo Jesus, cumprindo a vontade do Pai, na ação do Espírito Santo.
      Mas, tb. temos que buscar a sabedoria de realizar o Reino, de forma macro, percebendo, denunciando, repudiando, destruindo o mal nas estruturas sociais.
      Louvada seja a Trindade Santa!

      Curtir

  3. Que exemplo tão precioso! Gratidão pela partilha. Seguindo em frente neste caminho de oração e ação. O pouco com Deus é muito. Onde dois ou mais se reúnem em nome de Cristo aí Ele está. Viver em Comunidade é uma benção. Unimos forças para uma ação de resgate ao caído pelo caminho.Que outras Comunidades sigam o mesmo caminho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: