O desabrigo do Senhor

Cléria d’Almeida Córdova

Eles não Me cuidam
E nada sentem,
porque não estão em Mim.

Acordou-me na madrugada forte chuva,
Levantei, fechei a janela.
Desperta,
Meu coração despertou minha mente,
Pensei na sofrida gente empobrecida.
São tantos desabrigados,
Desalojados dos seus casebres,
Sem recursos para um teto,
Em “situação de rua”.
Pensei nas mães
Impossibilitadas de protegerem seus filhos da chuva fria,
Dos corpos molhados,
Do chão, mantas e cobertores encharcados…
…. Orei por eles …

Supliquei a Deus
sensibilidade para os que cabe protegê-los, ajudá-los,
Como determina a Constituição
E o fundamental
Mandamento Cristão,
No entanto agem
Espalhando miséria, fome,
DESABRIGO.
Indaguei ao Senhor:

Como podem não sentir tantos sofrimentos que espalham?
Jesus me respondeu:

Eles não Me cuidam
E nada sentem, porque não estão em MIM.

Salvador, 22 de outubro de 2021.


Cléria d’Almeida Córdova, Poetisa, Mulher, Mãe e Vovó de Maria Eduarda, Helder e Inácio. Devota de Santa Dulce dos pobres, que tem o privilégio de apreciar o pôr do Sol na Bahia de todos os Santos.

Imagem: Jesus sem-teto — Timothy Schmalz

Poesia

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: