Carrego em mim o selo de Cristo

Lígia de
Medeiros

Fui pega pelo covid-19, e o estrago foi grande. Durante quase três meses esperei melhorar, sem saber se as sequelas vieram para ficar, ou se eu daria a volta por cima. Nessa hora em que o bicho me pegou, o que é precioso e necessário veio para se impor, e, o que é supérfluo, desapareceu, de um jeito quase envergonhado. O que realmente importa, e o que fica de todo o sofrimento? Deixo aqui um pouco do que andei pensando.

Sinto que carrego em mim o selo de Cristo, mas que também sou natureza, e que a vida dos outros me importa, porque eu sou o “tu”, e o “tu” sou eu. Essa percepção esvazia a potência do egoísmo, da cobiça, da agressão, do individualismo. Eu me descubro em alguém, que se reconhece em mim. Assim, quem, em sã consciência, deseja o mal a si? O fio que nos une não permite que, impunemente, eu tenha um gesto egoísta sem que eu também não sofra os seus efeitos. Não temos saída, nós somos fadados ao Amor – por bem, ou por mal, é o que nos cabe; e essa é a arapuca que o Senhor nos colocou: quanto maior for o afastamento da fonte de Amor, maior a ruptura nas relações entre os homens e entre os homens e a natureza. O “castigo” (que não é punição, nem vingança divinas) é o retorno daquela energia adversa ao agente que a desencadeou. O estrago provocado atinge a todos, sem distinção, criando males generalizados no corpo e na alma. Deus não interfere na lei que Ele criou. Ele é perfeito no seu Amor e na sua Lei. Portanto, não cabe a pergunta: “Por que Deus deixou isso acontecer?” Nós é que deixamos acontecer!

Faz parte da nossa caminhada de transformação a percepção de que o nosso comportamento é causador da maioria das calamidades que nos acontece. Mas, nós ainda somos crianças que, depois de errar, corremos para o colo do Pai, e dizemos que a culpa é dos outros, quando não, do próprio Deus.


Lígia de Medeiros é artista, designer, educadora e carioca. [Instagram]

Saúde

2 comentários Deixe um comentário

  1. Que maravilha de mensagem a querida Ligia nos presenteia. Abrir os olhos para o cerne da fato. Muita fé e atitude. Parabéns a ela, nossa amiga.

    Curtir

  2. O texto indica quão violenta é a ação deste vírus.
    Fiquei 52 dias hospitalizada..Foi terrível.
    Estou na fase de recuperação. Me sinto abençoada. A fé e orações.me trouxeram de volta.Concordo com.você.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: