Casa do Pai?

Cléria d’Almeida Córdova

Atento ao Templo
trancafiado,
Resguardando ouro,
Escondendo riquezas;
Útil à Cultura dos homens cultos,
Edificação majestosa,
Atração turística,
Fechado às necessidades primordiais,
sem horas marcadas.
Cofre de tesouros materiais
Que pobres de espírito e corpo saqueiam.

Casa do Pai?
Portas fechadas
E nos seus degraus
Filhos esmolam pão,
Nos seus átrios,
Vivem indigentes
Ao frio, ao desabrigo.

Casa do Pai?
Que reúne, mas não une sequer filhos melhores nutridos,
Indiferentes, desconhecidos.

Fala-se de amor
Nos seus altares,
Prega-se a Palavra do Amor
nas celebrações.
Individualmente,
Busca -se crer,
Que se traz a presença
Por amor ao Pai,
Mas, ali, se reúnem
como por obrigação,
Como se cumprissem
um dever, apenas,
Não por amor,
Não por necessidade
do Ser Amado.

Falta sinceridade
Para glorificar ao Senhor
E para agradá-Lo
Falta muito mais:

Faz-se necessário
Ver todos partícipes, irmãos,
Ver os não-participantes
como irmãos.
Falta aquecer o Templo frio,
Falta acender-se
a chama interna,
Falta entender-se:

O Templo é apto à meditação,
Mas o amor que preconiza é pura ação.

Além das paredes,
Os Verdadeiros Templos:
Templos Vivos profanados,
Pois esquecidos e não amados;
Onde o Sacrifício Santo
É exercido pelo despojamento destes Templos carentes.
Onde não há Comunhão,
Pois não há pão a ser dividido.
Onde não há Canto de Louvor ao Pai,
Pois não há alegria a ser anunciada.
Onde não há amor,
Pois este não existe,
Se não há Vida,
Onde só há sub-vida.

Pois digo-vos, que aqui está O que é Maior que o Templo.
E se vós soubésseis o que é:
Misericórdia quero, e não sacrifício,
jamais condenaríeis os inocentes.

Mateus 12, 6-7

Salvador, 1989.


Cléria d’Almeida Córdova, Poetisa, Mulher, Mãe e Vovó de Maria Eduarda, Helder e Inácio. Devota de Santa Dulce dos pobres, que tem o privilégio de apreciar o pôr do Sol na Bahia de todos os Santos.

Imagem: Cerezo Barredo — La violenza delle armi,l’utopia della pace (1995)

Espiritualidade cristã Poesia

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: