Shalom

Simone Furquim Guimarães

É oportuno lembrarmos uma diretriz exposta na II Conferencia do CELAM (Conselho Episcopal Latino Americano), em Medellín, em 1968, para os membros da CJP:

A Comissão de Justiça e Paz deverá…denunciar tudo que possa lesar a justiça e colocar em perigo a paz interna e externa…

E hoje, celebramos no Distrito Federal, 2 anos do programa de rádio promovido pela CJP da Arquidiocese de Brasília, que anuncia a Boa Nova e denuncia as injustiças que colocam em perigo a paz.

Muito importante esse chamado e muito significativa a missão de promoção da paz. E esse é um assunto que gostaria de falar aqui um pouco.

Vamos então resgatar uma importante Bem-aventurança que está no Evangelho de Mateus:

Bem-aventurados os construtores da paz, porque serão chamados filhos de Deus.

Mt 5,3-12

Frei Carlos Mesters contribui conosco sobre essa boa nova: A bem-aventurança dos que promovem a paz recebe como prêmio o título mais bonito que se possa imaginar: “Serão chamados filhos e filhas de Deus!”. Isto significa que a luta pela construção da Paz é a atividade que mais nos identifica com Jesus, o Filho de Deus por excelência.

A Paz de Jesus tem o sentido do “Shalom” (em hebraico). É uma palavra muito rica, significa integridade da pessoa diante de Deus e dos outros. Significa também uma vida plena, feliz, abundante (Jo 10,10). Mas a proposta da paz trazida por Jesus também é sinal de “espada” (Mt 10,34), ou seja, perseguições para as comunidades. Para nós, sobretudo nos dias atuais que estamos vivendo.

Então, um chamado para a CJP a partir do Shalom: a paz de Jesus indica a perseverança diante das tribulações promovidas pelo mundo, pois o que mais faz falta neste mundo é a paz. Ou seja, refazer os pedaços da vida, reconstruir as relações quebradas entre as pessoas.

Precisamos confiar, lutar, trabalhar, perseverar no Espírito para que um dia a paz de Deus triunfe. Neste dia “amor e verdade se encontrarão, justiça e paz se abraçarão” (Sl 85,11).

Brasília, 26 de dezembro de 2020.

Ouça no Podcast Ignatiana


Simone Furquim Guimarães é mestre em Teologia na linha bíblica. Tem experiência na área de Leitura Popular da Bíblia no Centro de Estudos Bíblicos (CEBI/Planalto Central).


Esta reflexão bíblica foi originalmente apresentada no Programa de Justiça e Paz, produzido pela Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília, que vai ao ar todo sábado, às 11:00, na Rádio Nova Aliança.

Desde outubro de 2020, também disponível no podcast Ignatina.

Palavra de Deus

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: