Comensalidade

Simone Furquim Guimarães

A leitura do Evangelho proposta pela Igreja hoje é Lc 14,1.7-11. Trata-se de uma parábola que fala sobre a convivência comunitária. Importante perceber que as parábolas inseridas no capitulo 14 são para buscar o ideal de partilha e de comunhão: partilhar e comungar não somente com os seus, mas estender o convite à todos/as que querem fazer parte do banquete, da festa do Reino. A parábola exige do ouvinte, da ouvinte, a compreensão profunda do mistério do Reino de Deus.

No texto de hoje, Jesus está tomando uma refeição na casa de um fariseu e ali nota a preocupação dos demais fariseus em escolher os primeiros lugares nos assentos. Por isso, conta uma parábola sobre a escolha dos lugares numa festa de casamento.  Importante esclarecer que desde o Antigo Testamento, a festa de casamento é uma celebração simbólica para o povo judeu: significa a união de Deus com seu povo; a instauração do Reino em nossas vidas. Jesus está dizendo que o Reino acontece quando nos colocamos como servos de Deus, buscando os últimos lugares e não os primeiros.

Por trás da parábola, Jesus faz uma crítica: é que os fariseus buscavam os “primeiros lugares”, buscavam poder, buscavam ser servidos. Eles se consideravam “os primeiros” no plano da salvação de Deus porque diziam ter o conhecimento pleno de Deus. São os doutores da Lei. Quem busca os melhores lugares, as primeiras posições, busca poder de dominação e opressão. Isto não é compatível com o Reino de Deus. Pois no Reino busca-se servir, partilhar, comer juntos e comungar a vida. Isto é estar em pé de igualdade, é serem irmãos na partilha.

A partilha da comida é muito significativa na caminhada de ensino para Jesus, pois significa a comensalidade. Comensalidade é a partilha e fraternidade, solidariedade. Comer do mesmo pão. Isto é comunhão.

Oremos para que em nossas igrejas possamos realizar verdadeiramente a comunhão: busquemos servir, partilhar e comungar juntos os ideais cristãos.

Ouça no Podcast Ignatiana

Felizes (Lucas 11,27-28) Ignatiana

  1. Felizes (Lucas 11,27-28)
  2. Ekklesia (Mt 18,1-5.10)
  3. Setembro Amarelo

Simone Furquim Guimarães é mestre em Teologia na linha bíblica. Tem experiência na área de Leitura Popular da Bíblia no Centro de Estudos Bíblicos (CEBI/Planalto Central).


Esta reflexão bíblica foi originalmente apresentada no Programa de Justiça e Paz, produzido pela Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília, que vai ao ar todo sábado, às 11:00, na Rádio Nova Aliança.

Desde outubro de 2020, também disponível no podcast Ignatina.

Palavra de Deus

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: