Essência

Cléria d’Almeida Córdova

Falaste que vivi a cultuar imagens

Assustei-me e argumentei
Imagens, para mim, são como fotos

Falaste que vivi a cultuar imagens;
Assustei-me e argumentei:
— Imagens, para mim, são como fotos.

Explicaste:
— « Cultuaste sempre as imagens das posses, do poder, da beleza exterior,
Porque não atentavas para a essência.
Não te deslumbres com a aparência
E só desta maneira,
Na busca verdadeira,
em cada ser,
Encontrar-Me-ás;
Talvez sofrendo,
Talvez sorrindo,
Talvez tentando acordar uma alma adormecida.
Se buscares a essência,
Mais facilmente
Me encontrarás
nos despojados, nos humildes.
E onde foste colocada,
Cuida dos que te cercam,
Percebe, sempre, Minha Presença em Ti
E manifesta-A. »

Ai meu Deus! Ainda cultuo a imagem que o espelho retrata.

Salvador, 24 de dezembro de 2019.


Cléria d’Almeida Córdova, Poetisa, Mulher, Mãe e Vovó de Helder e Inácio. Devota de Santa Dulce dos pobres, que tem o privilégio de apreciar o pôr do Sol na Bahia de todos os Santos.

Imagem: Lasar Segall — Am Spiegel, 1923. Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras.

Poesia

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: