Graça

Paulo VI

A gratuidade da fé

Neste campo, há o perigo de transcurarmos um aspecto importantíssimo, embora misterioso, da questão: que a aceitação salvadora da Palavra de Deus é uma graça. Aqui entramos na delicadíssima problemática da graça, que é um dom.

A liberdade humana é responsável por ela, mas não é a sua causa eficiente; coopera com ela, mas não é a sua autora. E, assim, conservam toda a sua tremenda verdade estas palavras de Jesus: «… veem sem ver e ouvem sem ouvir nem compreender» (Mt 13, 13).

Como disse Santo Agostinho, «sem a graça, de nada adianta ao homem a pregação da verdade». Em conclusão, a eficácia do esforço religioso, seja quem for que o envide, é, numa palavra, um segredo de Deus.

 


A problemática da fé nos nossos dias. Audiência geral, quarta-feira, 16 de setembro de 1970.

 

Espiritualidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: