Alegria

Paulo VI

Seria também necessário um paciente  esforço de educação para aprender ou então reaprender a saborear  simplesmente as múltiplas alegrias humanas que o Criador coloca, já agora, ao longo dos nossos caminhos:

  • a alegria exultante da existência e da vida;
  • a alegria do amor honesto e santificado;
  • a alegria pacificadora da natureza e do silêncio;
  • a alegria, por vezes austera, do trabalho feito com diligência;
  • alegria e satisfação do dever cumprido;
  • alegria transparente da pureza, do serviço e da partilha;
  • alegria exigente do sacrifício.

O cristão pode purificá-las, completá-las e sublimá-las: mas ele não haverá nunca de as desdenhar. A alegria cristã supõe uma pessoa capaz de experimentar alegrias naturais. Foi a partir destas, de fato, que muitas vezes Cristo anunciou o Reino de Deus.

 


Gaudete in domino: exortação apostólica sobre a alegria cristã. 4 de maio de 1975. [§ 12]

 

NB: Este post inicia uma série de citações, constituindo um “ABC de Paulo VI“. Cada dia, em ordem alfabética será destacado um termo do rico magistério deste insigne Bispo de Roma, na comemoração de sua canonização no dia 14 de outubro de 2018.

Alegria — Beleza — Cristo — Deus — Evangelização — Fé — Graça …

 

Espiritualidade

1 comentário Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: