O timão firme na minha mão

Preparação orante para a festa de Santo Alberto Hurtado
Sétimo dia

Texto de Santo Alberto Hurtado

Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência.

Dt 30,19

Qual é o teu rumo? Se fosse necessário deter-se ainda mais nesta ideia, rogo a cada um dos senhores que lhe dê a máxima importância, porque acertar nisto é simplesmente acertar; falhar nisto é simplesmente falhar. (…)

Quantos vão sem rumo e perdem suas vidas… gastam-nas miseravelmente, dilapidam-nas sem nenhum sentido, sem bem para ninguém, sem alegria para eles e depois de algum tempo sentem a tragédia de viver sem sentido. Alguns tomam rumo em tempo, outros naufragam em alto mar, ou morrem por falta de víveres, extraviados, ou vão a espatifar-se numa costa solitária. (…)

Se a fé dá-nos o rumo e a experiência mostra-nos as escolhas, tomemo-las a sério. Manter o timão. Fixar o timão, e, como em cada momento, as ondas e as correntes desviam, retificar, retificar em cada instante, de dia e de noite… Não as costas atrativas, mas o rumo assinalado! Pedir a Deus a graça grande: ser homens de rumo.

1º ponto. O porto de partida. É o primeiro elemento básico para fixá-lo. E aqui pregar minha alma no fato básico: Deus e eu. O primeiro fato maciço de toda filosofia, de todo sistema de vida: venho de Deus, sim dele. Todo dele. Nada mais certo, e sobre este fato vou edificar a minha vida, sobre este primeiro dado vou fixar o meu rumo. (…)

Tomar a sério estas verdades: que sirvam para fundar a minha vida, para dar-me rumo. Uma pessoa é cristã na medida em que tira as consequências das verdades que aceita. Daqui também essa atitude, não de orgulho, mas sim de valentia, de serenidade e de confiança, que nos dá a nossa fé: não nos fundamos numa cavilação, mas numa maciça verdade.

2º ponto. O porto de chegada. É o outro ponto que fixa o rumo. Valparaíso ou Liverpool? De Nova York saía junto conosco Liberty, porta-aviões… Para onde se dirigem? Desde a Universidade do Chile ou desde a fábrica, para onde? O termo da minha vida é Ele!

3º ponto. O caminho. Tenho os dois pontos, os dois portos. Por onde devo endereçar o meu barco? Ao porto de chegada, por um caminho que é a vontade de Deus. A realização em concreto do que Deus quer. Eis aqui a grande sabedoria. Todo o trabalho da vida sábia consiste nisto: em conhecer a vontade do meu Senhor e Pai. Trabalhar para conhecê-la, trabalho sério, obra de toda a vida, de cada dia, de cada manhã: que queres, Senhor, de mim? Trabalhar em realizá-la, em servi-lo em cada momento. Esta é a minha grande missão, maior que fazer milagres. Deus nos quer santos. Esta é vontade de Deus: não medíocres, mas santos.

Qual é o Caminho da minha vida? A vontade de Deus: santificar-me, colaborar com Deus, realizar a sua obra. Haverá algo maior, mais digno, mais formoso, mais capaz de entusiasmar? Chegar ao Porto!!

E para chegar ao porto não há mais que este caminho que conduza… Os outros a outros portos, que não são o meu!! E aqui está todo o problema da vida. Chegar ao porto que é o fim da minha existência. Quem acerta, acerta; e quem aqui não chega é um grande errado, seja um milionário, um Hitler, um Napoleão, um afortunado no amor, se aqui não acerta, a sua vida nada vale; se aqui acerta: feliz para sempre jamais. Amém!!

De onde venho? Para onde vou? Que grande! Por que caminho? Enfrentar o rumo. O timão firme na minha mão e quando aumentem os ventos, rumo a Deus; e quando me chamem da costa, rumo a Deus; e quando me canse, rumo a Deus!!

Só? Não. Com todos os tripulantes que Cristo quis encarregar-me de conduzir, alimentar e alegrar! Que grande é a minha vida! Que plena de sentido. Com muitos rumos para o céu. Dar aos homens a coisa mais preciosa que existe: Deus; e dar a Deus o que mais ama, aquilo pelo qual deu seu filho: os homens.

Senhor,
ajuda-me a sustentar o timão sempre para o céu,
e se vou soltar, prega-me no meu rumo,
pela tua Mãe Santíssima, Estrela dos mares,
Doce Virgem Maria.


Excerto do texto “O rumo da vida” (Meditação a bordo de um barco, fevereiro de 1946) [texto original]

Leitura inspiração

Ao passar pela beira do mar da Galileia, Jesus viu Simão e seu irmão André; estavam jogando a rede ao mar, pois eram pescadores. Jesus disse para eles: «Sigam-me, e eu farei vocês se tornarem pescadores de homens.» Eles imediatamente deixaram as redes e seguiram a Jesus.

Caminhando mais um pouco, Jesus viu Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes. 20 Jesus logo os chamou. E eles deixaram seu pai Zebedeu na barca com os empregados e partiram, seguindo a Jesus.

Foram à cidade de Cafarnaum e, no sábado, Jesus entrou na sinagoga e começou a ensinar. As pessoas ficavam admiradas com o seu ensinamento, porque Jesus ensinava como quem tem autoridade e não como os doutores da Lei.

Marcos 1, 16,22
Reflexão

Santo Alberto Hurtado nos interpela com essa questão fundamental da nossa existência: qual é o nosso rumo? Deus é criativo e nos surpreende com suas delicadezas e seu chamado.

Tenho escutado o chamado do Pai para que rumo tomar?
Quem comanda o meu rumo?

Convite

Chegamos ao último dia de nossa preparação para a festa do santo chileno, que ocorrerá amanhã. Aguardamos todas e todos para nossa roda de conversa amanhã.


Preparação orante para a festa de
SANTO ALBERTO HURTADO
IntroduçãoIIIIIIIVVVIVII

Espiritualidade cristã Jesuítas Justiça e Paz

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: