Novena a Santo Inácio de Loyola

Abertura

V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
V. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
R. Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia!

Hino

Nosso canto celebre a Inácio,
de um exército de heróis comandante,
general que os soldados anima
com palavras e atos, constante.

O amor de Jesus Cristo Rei,
sobre ele obteve vitória.
Depois disso, a sua alegria
foi buscar para Deus maior glória.

Ele aos seus companheiros reunido
num exército aguerrido e valente,
os direitos de Cristo defende
e dissipa as trevas da mente.

Pelo Espírito Santo inspirado
este grande e prudente doutor,
discernindo os caminhos do Reino,
salvação para o mundo indicou.

Desejando que a Igreja estendesse
os seus ramos a muitas nações,
aos rincões mais distantes da terra
os seus sócios envia às missões.

Seja glória e louvor à Trindade,
que nos dê imitarmos também
seu exemplo, buscando valentes,
maior glória de Deus sempre. Amém.

Vinde, Espírito Santo…

Oração para todos os dias:

Senhor, amparados em vossa força e proteção queremos assumir nosso compromisso com o Evangelho e os irmãos e irmãs de caminhada, conscientes de que um mundo mais justo, fraterno e cristão depende um pouco de cada um de nós. Sob as bênçãos de Nossa Senhora e pela intercessão de Santo Inácio de Loyola, concedei-nos a graça, que humildemente vos pedimos… (formule a graça).
Por Cristo Senhor Nosso.
Amém.

Primeiro Dia – A conversão

Inácio era um oficial vaidoso, mundano, que sonhava alto na carreira militar. Aos 26 anos, em Pamplona – Campo de Batalha – uma bala inimiga o atingiu, estraçalhou seu joelho. Convalescendo, enquanto lia algumas biografias de Santo, passou a interrogar-se: “Se eles puderam fazer grandes coisas por Deus, por que eu não poderei também?” A graça divina realiza maravilhas, quando deixamos Deus atuar em nós.

Segundo Dia – Devoção a Nossa Senhora

Inácio cultivou a mais profunda devoção a Nossa Senhora, ao longo de toda sua existência. Aos pés da Rainha do céu, em Montserrat, na Espanha, depositou sua espada de cavaleiro, enquanto fazia uma noite de vigília de oração. Numa rústica gruta em Manresa, junto ao rio Cardoner, compõe seu famoso livrinho dos Exercícios Espirituais, sob o olhar de Maria. E, em Roma, venera, de modo especial, Nossa Senhora da Estrada. Senhor, que a exemplo de Inácio, cresça nosso amor filial a Maria, mãe da Igreja, rainha dos apóstolos e missionários, “estrela da evangelização sempre renovada”.

Terceiro Dia – O Reino

Na rica personalidade de Santo Inácio, o caminhar, o sentir-se peregrino foi sempre muito importante. Desde o momento em que se empolgou pela figura de Cristo, a prece de Inácio será constante nos “Exercícios Espirituais”: “Para que mais o ame e siga”. Viver é peregrinar. Somos peregrinos no tempo a caminho da eternidade. Quem se volta para Cristo jamais vive de costas para seu irmão. O Reino se constrói na caminhada, se realiza na doação e se torna pleno em Deus.

Quarto Dia – A Maior Glória de Deus

“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”, disse Jesus. Inácio, um dia, descobriu o Caminho e seguiu-o, generosamente. Viu a Verdade e abraçou-a sem receio. E sua vida tomou outro rumo, novo sentido. Buscando sempre e em tudo a “Maior Glória de Deus”, Inácio fundou a Companhia de Jesus, uma ordem religiosa missionária, apostólica, que deseja ser Igreja no serviço de fé e na promoção da justiça.

Quinto Dia – Que farei por Cristo?

Na vida dos santos, Inácio encontrou o impulso para sua conversão interior e para seguir Jesus Cristo bem de perto. A partir de então, nasceu a pergunta fundamental que orientava seus passos, pensamentos e ações: “Que fiz, que faço e o que farei por Cristo?” Difundir o Evangelho, fazer Jesus mais conhecido e amado, servir aos irmãos sem descanso e sem buscar recompensas humanas: estes foram os grandes ideais que nortearam a vida de Inácio de Loyola, um homem de Deus, mas sempre pisando firme no chão da realidade.

Sexto Dia – Um novo Pentecostes

Depois de apresentar a Igreja como instrumento de comunhão e libertação, os bispos latino-americanos nos lembram: “Esta é a hora de Maria, tempo de um novo Pentecostes” (Puebla, 303). Maria Santíssima, Padroeira do Brasil e da América Latina, ajudai-nos a equilibrar orações e trabalho, fé e vida em nossos caminhos de evangelização. Seguindo os sábios ensinamentos de Inácio, queremos “rezar, como se tudo dependesse de Deus e agir, como se tudo dependesse de nós”.

Sétimo Dia – O Evangelho do Amor

Falando aos jesuítas em Roma, o Papa João Paulo II lembrava: “Sobre os escombros que o ódio e a violência plantam, devemos construir a civilização do Coração de Jesus”. Toda a espiritualidade inaciana, admiravelmente resumida nos Exercícios Espirituais, fundamenta-se no íntimo conhecimento de Jesus Cristo, seu amor e sua imitação. Quem descobre Jesus, profundamente, torna-se apóstolo e missionário, ao natural. A frase é de Inácio: “Ninguém sabe o que Deus faria de nós, se não opuséssemos tantos obstáculos à Sua graça”.

Oitavo Dia – Opção pelos pobres

Catequista de crianças, de jovens e do povo simples, protetor dos humildes e desamparados, Inácio fez sua “opção pelos pobres”, porque sabia encontrar em cada ser humano o rosto de Jesus Cristo. Apostando toda sua vida no serviço desinteressado aos irmãos, Inácio revitalizou a mensagem de Isaías; “O Senhor mandou-me anunciar a boa nova aos pobres, curar os corações feridos, devolver a liberdade aos oprimidos, consolar todos os aflitos” (Isaías 61,1-2).

Nono Dia – A vontade do Pai

Estas foram as duas grandes preocupações de Jesus, em sua vida oculta e pública: buscar a vontade do Pai e cumprir sua Missão redentora.
Fazendo o relatório de sua existência, Inácio amava o Criador em todas as criaturas, e em todas as criaturas amava o Criador, segundo a Sua santíssima e divina vontade.

Responsório breve
(Ao final de todos os dias)

R. Deus nos conceda o conhecimento íntimo do Senhor,
que por nós Se fez homem.
V. Para O amarmos e seguirmos fielmente.
R. Deus nos encha de esperança, fé e caridade,
consolação e alegria interior.
V. Para O amarmos e seguirmos fielmente.

Pai Nosso…
Ave Maria…

Oração Final

Ó Deus, que suscitastes em Vossa Igreja Santo Inácio de Loyola para propagar a maior glória do Vosso nome, fazei que, auxiliados por ele, imitemos seu combate na terra, para partilharmos no céu sua vitória.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Bênção

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal e
nos conduza à vida eterna.
Amém.

Canto final

Tomai, Senhor, e recebei
toda minha liberdade
e a minha memória também.
O meu entendimento
e toda a minha vontade.
Tudo o que tenho e possuo,
Vós me destes com amor.
Todos os dons que me destes,
com gratidão Vos devolvo.
Disponde deles, Senhor,
segundo a Vossa vontade.
Dai-me somente
o Vosso amor, Vossa graça.
Isto me basta,
nada mais quero pedir.


SERVIÇO INACIANO DE ESPIRITUALIDADE
Praça Santo Antônio da Barra, s/n
Ladeira da Barra – Barra – Salvador – BA
Tel.: (71) 3336-8483
Facebook
http://siessalvador.org/

Músicas sugeridas (OPA)

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: