Velório em forma de celebração da Palavra

Ritos iniciais

Pessoa oficiante
Estamos celebrando nossa fé na ressurreição, nos reunimos em torno de nosso irmão/nossa irmã, [N.], que encerrou sua caminhada entre nós. Confiemos a Deus nossa dor, ouçamos sua Palavra, expressemos também nossa gratidão pelo bem que [N.] pôde realizar. Elevemos nossa súplica ao Deus da vida para que o/a acolha na comunidade de seus santos.

Apesar das distâncias físicas, estarmos congregados no amor e na esperança. Que a nossa união na oração seja nossa homenagem sincera a [N.].

Iniciemos este momento de oração em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

℟. Amém.

A graça de nosso Senhor Jesus Cristo que morreu e ressuscitou para nos salvar, o amor do Pai que nos chamou à vida que não termina com a morte, e a força do Espírito Santo que nos estimula em nossa caminhada de fé estejam com todos nós.

℟. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

Ao acender o Círio Pascal ou as velas, pode-se cantar ou recitar:

Ó luz do Senhor que vem sobre a terra inunda meu ser permanece em nós. [melodia no Youtube]

Se houver possibilidade, asperge-se com água benta o corpo, em silêncio.

HINO [melodia no Youtube]

A vida pra quem acredita,
não é passageira ilusão.
E a morte se torna bendita,
porque é nossa libertação.

Nós cremos na vida eterna
e na feliz ressurreição.
Quando de volta à casa paterna
com o Pai os filhos se encontrarão.

No céu não haverá tristeza,
doença, nem sombra de dor.
E o prêmio da fé é a certeza
de viver feliz com o Senhor.

O Cristo será, nesse dia,
a luz que há de em todos brilhar.
A Ele imortal melodia
os eleitos hão de entoar.

Pessoa oficiante
Deus, nosso Pai, conheceis o coração de cada ser humano,
acompanhais os passos de nossa vida e com ternura nos guiais.
Sede misericordioso, com vosso filho/vossa filha [N.]
e acolhei-o/acolhei-a no convívio de vossas santas e santos.
Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
na unidade do Espírito Santo.

℟. Amém.

Liturgia da Palavra

As leitoras e os leitores são convidados a proclamar os textos sagrados. Pode ser oportuno, a depender das possibilidades de comunicação, que as leituras sejam feitas por pessoas conectadas por meio da internet.

1ª leitura – (Sb 3, 1-6.9)

Leitura do Livro da Sabedoria

A vida dos justos está nas mãos de Deus,
e nenhum tormento os atingirá.
Aos olhos dos insensatos parecem ter morrido;
sua saída do mundo foi considerada uma desgraça,
e sua partida do meio de nós, uma destruição;
mas eles estão em paz.
Aos olhos dos homens parecem ter sido castigados,
mas sua esperança é cheia de imortalidade;
tendo sofrido leves correções,
serão cumulados de grandes bens,
porque Deus os pôs à prova e os achou dignos de si.
Provou-os como se prova o ouro no fogo
e aceitou-os como ofertas de holocausto.
Os que nele confiam compreenderão a verdade,
e os que perseveram no amor ficarão junto dele,
porque a graça e a misericórdia são para seus eleitos.

— Palavra do Senhor.
℟. Graças a Deus.

Salmo

Sl 27(26) [melodia no Youtube]

O Senhor é minha luz,
Ele é minha salvação,
que poderei temer?
Deus, minha proteção!

O Senhor é minha luz,
Ele é minha salvação.
O que é que eu vou temer?
Deus é minha proteção.
Ele guarda minha vida,
eu não vou ter medo, não.

Quando os maus vêm avançando,
procurando me acuar,
desejando ver meu fim,
querendo me matar,
inimigos opressores
é que vão se liquidar.

Se um exército se armar
contra mim, não temerei.
Meu coração está firme,
e firme ficarei.
Se estourar uma batalha,
mesmo assim, confiarei!

Sei que eu hei de ver, um dia,
a bondade do Senhor:
lá, na terra dos viventes,
viverei no seu amor.
Espera em Deus! Cria coragem!
Espera em Deus que é teu Senhor!

GLÓRIA a Deus que nos acolhe,
glória a Cristo Salvador.
Igualmente demos glória
ao Espírito de amor.
Deus é Mãe que nos consola,
cantaremos seu louvor.

2ª leitura (Rm 8,14-21)

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos

Todos aqueles que se deixam conduzir
pelo Espírito de Deus
são filhos de Deus.
De fato, vós não recebestes um espírito de escravos,
para recairdes no medo,
mas recebestes um espírito de filhos adotivos,
no qual todos nós clamamos:
Abá — ó Pai!
O próprio Espírito se une ao nosso espírito
para nos atestar que somos filhos de Deus.
E, se somos filhos, somos também herdeiros
— herdeiros de Deus e coerdeiros de Cristo —;
se realmente sofremos com Ele,
é para sermos também glorificados com Ele.
Eu entendo que os sofrimentos do tempo presente
nem merecem ser comparados com a glória
que deve ser revelada em nós.
De fato, toda a criação está esperando ansiosamente
o momento de se revelarem os filhos de Deus.
Pois a criação ficou sujeita à vaidade,
não por sua livre vontade,
mas por sua dependência daquele que a sujeitou;
também ela espera ser libertada da escravidão da corrupção e, assim, participar da liberdade e da glória dos filhos de Deus.

— Palavra do Senhor.
℟. Graças a Deus.

Aclamação

Aleluia, aleluia, aleluia.
Eu sou a ressurreição e a vida, diz o Senhor.
Quem crê em mim,
não morrerá para sempre.

Evangelho (Jo 14,1-6)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
«Não se perturbe o vosso coração.
Tendes fé em Deus,
tende fé em mim também.
Na casa de meu Pai há muitas moradas.
Se assim não fosse, eu vos teria dito.
Vou preparar um lugar para vós,
e quando eu tiver ido preparar-vos um lugar,
voltarei e vos levarei comigo,
a fim de que onde eu estiver
estejais também vós.
E para onde eu vou,
vós conheceis o caminho.»
Tomé disse a Jesus:
«Senhor, nós não sabemos para onde vais.
Como podemos conhecer o caminho?»
Jesus respondeu:
«Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida.
Ninguém vai ao Pai senão por mim.»

— Palavra da Salvação.
℟. Glória a Vós, Senhor.

Comentário da Palavra de Deus

A pessoa oficiante, por breves momentos, comenta a Palavra de Deus. Se for oportuno, os participantes podem dar seu testemunho.

Preces

A pessoa oficiante faz a motivação inicial para as preces e uma pessoa ou algumas pessoas fazem as preces. Todos respondem como indicado.

Rezemos por [N.], por seus familiares, amigos, colegas, por nós, por toda a comunidade e digamos confiantes: Senhor, escutai a nossa prece.

℟. Senhor, escutai a nossa prece.

Senhor, em vossa misericórdia, concedei o perdão e a paz a nosso irmão/nossa irmã [N.]. Nós vos pedimos.

Senhor, concedei o descanso eterno a todos os falecidos de nossas famílias. Nós vos pedimos.

Senhor, nesta hora da passagem de [N.] confortai seus familiares, amigas e amigos na dor da separação. Nós vos pedimos.

Senhor, diante do mistério da morte, aumentai em nós a fé e a esperança na vida eterna. Nós vos pedimos.

Senhor, fazei que sejamos encontrados vigilantes quando chegar nossa hora. Nós vos pedimos.

Senhor, concedei-nos a graça de não nos afastarmos de vós nas provações e dificuldades. Nós vos pedimos.

Senhor, que esta pandemia termine e volte um horizonte de esperança e paz. Nós vos pedimos.

Senhor, abençoai os médicos, os enfermeiros, os agentes de saúde, os voluntários que, neste período de emergência, arriscam a própria vida para salvar outras vidas. Nós vos pedimos.

Senhor, permanecei junto daqueles que assistem noite e dia os doentes, e dos sacerdotes que procuram ajudar e apoiar a todos, com solicitude pastoral e dedicação evangélica. Nós vos pedimos.

Senhor, iluminai as mentes dos homens e mulheres de ciência, a fim de encontrarem as soluções justas para vencer este vírus. Nós vos pedimos.

(outras intenções)

Pessoa oficiante
Acolhei, Senhor, estes nossos pedidos, e os que ficam guardados em nossos corações.
Em vossa misericórdia, libertai [N.] de todo mal
e concedei-lhe a alegria sem fim em vossa glória.
Por Cristo, nosso Senhor.

℟. Amém.

Louvor e ação de graças

Pessoa oficiante
Demos graças ao Pai, que Pela morte e ressurreição de Jesus nos abriu o caminho da salvação como este incenso nosso louvor e nossa ação de graças se elevem a Deus

Caso seja possível, coloca-se incenso no brasileiro, ou acende-se uma vareta de incenso.

Como o velho Simeão, figura de todos e todas que esperam a realização das promessas de Deus, cantemos (recitemos) nossa certeza de recebermos d’Ele, a cada dia, sua paz e salvação.

Cântico de Simeão (Lc 2,29-32) [melodia no Youtube]

Agora, Senhor, podes deixar,
partir em paz teu servidor
porque os meus olhos já contemplam,
da salvação o resplendor.

Segundo a tua palavra,
vi a tua salvação;
manda em paz teu servidor,
no fulgor do teu clarão.

Pra todos os povos preparastes
a salvação que resplendeu
a luz que ilumina as nações
todas a glória deste povo teu.

Glória ao Pai, glória ao Menino,
Deus que veio e Deus que vem;
Glória seja ao Divino,
que nos guarde sempre. Amém!

Ritos finais

Pessoa oficiante
Rezemos como Jesus nos ensinou:

PAI NOSSO que estás nos céus. Santificado seja o teu nome, venha o Teu reino. Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dá hoje, perdoa-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem tem nos ofendido. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém.

Oração

Ó Pai de misericórdia,
em vossas mãos entregamos nosso irmão/nossa irmã [N.]
na firme esperança de que
ele/ela ressuscitará no último dia
com todos os que em Cristo adormeceram.
Abri para [N.] as portas do Paraíso e
consolai, com vossa Palavra,
a nós que peregrinamos nesta terra,
até o dia em que nos encontraremos convosco.
Por Cristo, nosso Senhor.

℟. Amém.

℣. Dai-lhe, Senhor, o repouso eterno.
℟. E brilhe para ele/ela a vossa luz.

℣. Descanse em paz.
℟. Amém.

Despedida

Pessoa oficiante
℣. Que [N.], pela misericórdia de Deus, descanse em paz.
℟. Amém.

℣. Que o Deus da vida nos fortaleça no bem e na paz.
℟. Amém.

℣. Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo.
℟. Para sempre seja louvado.


NOTAS
— No local do velório, próximo ao féretro, coloquem-se a Cruz, o Círio Pascal, as velas e a Bíblia.
— Em decorrência da pandemia de coronavírus, a cerimônia pode ser transmitida por meio da internet. Caso haja facilidade, propor a participação remota das pessoas para as leituras, orações e testemunhos.
— Se for antecipadamente combinado com algum ministro ordenado, ou pessoa da Pastoral da Esperança, pode-se incluir momentos de transmissão via internet ou por telefone.
— Pessoa oficiante é quem preside e conduz a celebração. Pode ser um clérigo (presbítero, diácono), religioso ou religiosa, leigo ou leiga.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: