Água – Benção e Vida

Joana Eleuthério

A água é para nos salvar. […] Pensemos na água, a água que é símbolo da nossa força, da nossa vida, a água que Jesus usou para nos regenerar, o Batismo.

Papa Francisco

A água amorfa pode ser um regato,
um lago, um rio, o mar e os oceanos…
Ou o orvalho das manhãs, a neve, as geleiras,
ou simples cachoeiras e belas cascatas…
A água percorre toda a História.

Essencial à vida, a água está no centro de inúmeras narrativas históricas da Bíblia e em seu torno foram construídas imagens e alusões.”

Foi na beleza das águas que aconteceu o primeiro dia da Criação.
O espírito de Deus primeiro pairou sobre as águas e Deus disse: “Que as águas produzam multidões de criaturas viventes.” (Gênesis 1: 2, 20)
A água é a fonte da vida e a garantia desta
vida diversificada em nosso belo Planeta Azul.
Cuidar da água é cuidar da vida.

— A água é a própria vida. Enquanto tal ela deve ser salvaguardada e protegida. A vida tem em si um valor absoluto. […] É preciso libertar a água e o direito à vida das finanças atuais e de seu controle mortal.
Riccardo Petrella

A água foi fundamental em Caná da Galileia
— o primeiro milagre de Jesus.
Indispensável para a missão do Batista
como o profeta que batizava no rio Jordão,
onde também batizou Jesus, o Filho Amado.

Estes dois temas encontram-se fundidos no batismo: a imersão na água é a morte do neófito para o pecado e para si mesmo; mas a água é, simultaneamente, água da vida eterna.

A água na Bíblia

Tendo a força da Vida, a água também pode destruir…
Noé teve de construir uma arca para sobreviver ao dilúvio,
Hoje enfrentamos tsunamis, enchentes e as barragens rompidas
E não há uma arca que nos salve da ambição
e do descuido humano em nossos dias…
Mata-se a vida das pessoas, dos rios e da suas margens.

Vimos o belo Rio Doce amargar-se na lama vermelha e
toda a linda fauna e a rica flora morrerem ao longo dos
muitos quilômetros do curso do rio até o mar.
Em Brumadinho, foram levadas quase
trezentas vidas humanas, na lama contaminada do
Rio Paraopeba, que alcançou o Rio São Francisco.

Assusta-me pensar que a água dos rios recebem
agrotóxicos e esgotos e as represas das mineradoras
recebem toneladas de veneno que se derramam em rios.
— Em Caná, tivemos o vermelho do vinho para celebrar a Vida.
Pelas mãos amorosas de Jesus, a alegria e a serenidade de Maria.
Nos rios de Minas, o caldo vermelho do minério de ferro lembra-nos
o sangue dos trabalhadores explorados pela mineradora.
— Mãos inábeis e ambiciosas e o silêncio perverso dos gestores.

O Congresso Nacional e o Governo Federal se dão as mãos
para transformar esse bem primário e precioso à vida
em mercadoria, colocada a leilão, aberto a negociatas.
Quem dá mais para explorar a água e dificultar o
acesso dela aos mais pobres e despossuídos?

Todos vós que tendes sede, vinde beber desta água. Mesmo os que não tendes dinheiro, vinde.

Isaías 55

Os pobres e os necessitados buscam água e não a encontram. Têm a língua ressequida pela sede. Mas Eu, o Senhor, os atenderei.

Isaías 41

O que tem sede que se aproxime; e o que deseja beba gratuitamente da água da vida.

Apocalipse, 22

Só uma nova cultura de gestão da água, o cuidado
com a Casa Comum e a conversão ecológica,
segundo a ecologia integral, poderão salvar esse bem,
natural e sagrado – nossa água não pode virar ‘negócio’.
Vamos impedir o uso destrutivo dela:
Não façamos como Pilatos ao lavar as mãos:

Sou inocente deste sangue. Isso é com vocês.

Mateus 27,25

— Não à privatização desse líquido divino, quase eucarístico, que nos dá a vida e nos conta toda a história da civilização – memória bíblica.  

O líder do templo Shin budista Terra Pura,  o monge Sato,
afirmou que o contato com a água implica a purificação
espiritual e física – não pode ser tratada como mercadoria
A água é a fonte de todas as possibilidades de existência.

Se tu conhecesses o Dom de Deus…

João 4,10

Assim, vimos Jesus com a Samaritana:
ambos sedentos – ele, da água do poço.
Ela, ainda mais sedenta da vida nova e eterna,
da água viva, que é o próprio Jesus.
— “A água que eu vou dar a você se tornará
uma fonte de água jorrando para a vida eterna.”
— “Senhor, dá-me dessa água, assim não terei
mais sede e nem terei de vir aqui novamente.”

Das tuas altas moradas regas as montanhas, com a
bênção da chuva sacias a terra.

Salmo 1

O poder e a força da água mudarão os rumos da história.
Dom Leonardo Steiner defende a mudança radical da relação que se tem estabelecido com a água – invertendo a lógica do consumo para a lógica do cuidado e do uso responsável.
Trata-se de re-pensar a regeneração e a sustentabilidade
da água, da vida humana e dos ecossistemas.  

É o sangue da Terra. A vida da Terra. É a água que vai arrastar toda a paisagem para seu próprio destino.

Gaston Bachelard [1]

                                                          Da universalidade da água nas religiosidades:
Há os orixás das águas como Oxum,
Nossa Senhora Aparecida e o rio dos pescadores,
o banho sagrado no rio Ganges para os hindus da Índia,
batismo nas religiões cristãs de todas as vertentes e
os mitos indígenas como a Mãe D´água.
O valor da água é bem visível para a
formação de diferentes espiritualidades.
Flávio José Rocha

O gesto de Jesus no Lava-pés significa
doar-se totalmente aos seus discípulos …
A água na bacia não era para lavar suas mãos.
Ajoelhou-se aos pés empoeirados dos doze,
na humildade e na mansidão, tocou cada um,
comprometido com o amor de se tornar aquele
que serve: cuida e ama incondicionalmente.

Reflitamos sobre nossa realidade
em relação à agua e a ecologia integral.
Mas não nos esqueçamos do mandamento de Jesus:
Amai-vos uns ao outros como eu vos amei!
Nem menos nem mais. Na medida.

Gostaria de chamar a atenção para a questão da água, elemento tão simples e precioso, cujo acesso infelizmente é difícil para muitos, se não impossível. (…)Este mundo tem uma grave dívida social para com os pobres que não têm acesso à água potável.

Papa Francisco

Brasília, 5 de julho de 2020


Joana Eleuthério é graduada em Letras. Servidora pública aposentada da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal.

[1] Bachelard, Gaston. A água e os sonhos – ensaio sobre a imaginação da matéria.  [tradução Antônio de Pádua Danesi]. São Paulo: Martins Fontes, 1998. – (Coleção Tópicos)

Imagem: Candido Portinari — Água, 1945.

Ecologia

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: