Você é o Castelo de Deus

Joana Eleuthério

O retiro “As Moradas, ou Castelo Interior” ocorreu em Brasília, no Instituto São Boaventura, no final de semana de 23 a 26 de maio, sob a orientação de Marta Almeida, com a colaboração muito especial de Regina Carvalho, Ana Prata Girão e Cleonice Antunes Pereira.

A Eucaristia foi celebrada pelo padre Paulo Moliterno, capelão da Marinha, a quem agradecemos profundamente. Sem conhecer o grupo, o padre Moliterno muito gentilmente acatou a solicitação do grupo e nos brindou com a sua atenção, sabedoria e homilias muito inspiradas.

A maioria dos retirantes já estuda a espiritualidade teresiana em um grupo de oração dirigido por Marta Almeida há algum tempo. São pessoas muito devotas à Santa Teresa de Ávila, contudo a proposta do Retiro vai muito além do conhecimento da trajetória espiritual narrada nas Moradas, que é a experiência de Teresa de Jesus, uma vez que ela só escreveu aquilo que vivenciou, experimentou.

Assim, o retiro foi um passo adiante para o grupo, que deu início à própria experiência dentro das “Sete Moradas da Alma” – exercitando a oração e fazendo a leitura orante do texto em grupo, algumas dinâmicas e tempos dedicados à oração pessoal.

Ao fazer esse caminho, como uma peregrinação no interior do Castelo, que é a própria alma, desenvolve-se a maturidade espiritual. Um ponto importante é a contemplação da humanidade de Cristo e o exercício de autoconhecimento – Santa Teresa dizia que é impossível entrar no céu sem antes entrar em nós mesmos.

Humildade é o que precisamos ...

É fundamental discernirmos qual é a Vontade de Deus para sabermos o que fazer nas diversas circunstâncias da vida, como Teresa sempre enfatiza no texto. A oração – a porta de entrada do Castelo e a caridade – Como vos amei, amai-vos uns ao outros” – também são muito importantes. A Santa chega a dizer que devemos deixar de lado a oração diante da necessidade de um irmão, que eventualmente esteja precisando de nós.

Foi uma oportunidade muito especial para renovar a nossa fé, a nossa esperança e compreender o quanto somos amadas e amados pelo nosso Rei e Senhor.

Nossa gratidão à Marta Almeida, ou Martinha e a todo o grupo.


Imagem: Convex and Concave. M. C. Escher, 1955.

Espiritualidade Informes

Joana Eleuthério Visualizar tudo →

Caminhante sem nenhuma linearidade e com variados interesses.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: