Categoria: Arte e Cultura

Artes, fotografia, cinema, pintura, música, teatro, Arte sacra, Arquitetura de igrejas, Arte jesuítica, Heráldica eclesiástica, Ícones, Ícones bizantinos, Ícones russos, Presépio, Arte da azulejaria, Artes gráficas, Gravura

Benedicto Mello e a tela da Amazônia

Mestre da pintura em Belém, ao lado de Ruy e João Pinto Martins, foi decisivo para a implantação do pensamento renovador aqui. Era um dos vértices da Trindade Santa da arte moderna entre nós. Sem Benedicto Mello, haveria muitas páginas em branco no livro ainda não escrito, ou, se escrito, não publicado, sobre pintores paraenses do século XX.

— João Carlos Pereira

Leia mais Benedicto Mello e a tela da Amazônia

Um recital diferente no Theatro da Paz e o último pé na jaca (assim espero)

Vêm de Barcelona as imagens surpreendentes de um concerto realizado no palco do Teatro de Ópera local, destinado a um público que, até então, jamais havia sido levado a um ambiente tão refinado, fosse lá ou em qualquer cidade do mundo: as plantas. Em todas as cadeiras reservadas aos amantes da boa música foram colocadas mudas de plantas.

Diário de um desespero – ou quase - XCIX

— João Carlos Pereira

Leia mais Um recital diferente no Theatro da Paz e o último pé na jaca (assim espero)

Padre Bruno na casa dos santos

Ele não escolheu ser santo. Simplesmente era. A bondade que habitava aquele corpo magrinho foi forte o suficiente para edificar uma república livre das marcas que transformaram a República brasileira de hoje em qualquer coisa indigna desse nome. A República de Emaús, ou do Pequeno Vendedor, só pensava e agia em nome do amor e da solidariedade.

Diário de um desespero – ou quase - LXXI

— João Carlos Pereira

Leia mais Padre Bruno na casa dos santos

Paris em forma de gente não precisa do normal. Nem do novo normal.

Quando o novo normal desaparecer e o normal retornar à cena, trazendo de volta as legiões que sobem à Torre Eiffel e se danam diante da pirâmide do Louvre, Paris continuará a ser um cartão postal e seu encanto mais verdadeiro estará preservado nas ruas verdadeiramente suas, sem turistas, sem aglomerações.

Diário de um desespero – ou quase - XCVIII

— João Carlos Pereira

Leia mais Paris em forma de gente não precisa do normal. Nem do novo normal.