João Batista

Simone Furquim Guimarães

A leitura do Evangelho proposta pela igreja hoje é Jo 1,19-28. Os “judeus” querem saber quem é João Batista, pois souberam que ele está praticando batismos de purificação. Esses judeus são representantes das autoridades religiosa da época: representantes dos sacerdotes e levitas. Eles conhecem bem as leis e os rituais de purificação. E o ritual praticado por João, o Batista, não é da tradição judaica. Querem saber se ele está se arvorando ser o Messias (Cristo) ou Elias (que devia voltar, segundo o livro de Malaquias 3,24-25) ou Moisés (considerado profeta, cf. Dt 18,15.18).

João então confessa: não sou o Cristo, não sou Elias, não sou o profeta. João é “a voz do que clama no deserto”, conforme anunciado pelo profeta Isaías (Is 40,3).

No tempo do exílio da Babilônia, o profeta Isaías animava o povo anunciando a libertação e o caminho de retorno dos exilados redimidos de seus pecados.

João, o Batista, anuncia o Messias que vai libertar o povo. Ele prepara o caminho para a chegada do Messias. Em nenhum momento João se coloca como centro. Com muita humildade ele diz: “não sou digno de desatar a correia de suas sandálias”.

Quem é João Batista? Os fariseus querem saber. “Houve um homem enviado por Deus, Seu nome era João. Este veio como testemunha, para dar testemunho da luz, a fim de que todos cressem por meio dele. Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz” (Evangelho de Jo 1,6-8).

João não é a luz, ele indica a luz, o caminho, que é Jesus, suas ações e ensinamentos.

Mas, infelizmente, muitas lideranças dentro das igrejas cristãs querem ser o centro, querem ser a luz, querem que os holofotes se voltem para eles, cegos pela poder da fama.

Que neste ano de 2021, estejamos convertidos e sejamos inspirados por João Batista: somos convidados/as a estar no papel de anunciar, de indicar Jesus, que é um caminho que produz vida com dignidade para todos/as.

Feliz Ano Novo!

Ouça no Podcast Ignatiana


Simone Furquim Guimarães é mestre em Teologia na linha bíblica. Tem experiência na área de Leitura Popular da Bíblia no Centro de Estudos Bíblicos (CEBI/Planalto Central).


Esta reflexão bíblica foi originalmente apresentada no Programa de Justiça e Paz, produzido pela Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília, que vai ao ar todo sábado, às 11:00, na Rádio Nova Aliança.

Desde outubro de 2020, também disponível no podcast Ignatina.

Palavra de Deus

Ignatiana Visualizar tudo →

IGNATIANA é um blog de produção coletiva, iniciado em 2018. Chama-se IGNATIANA (inaciana) porque buscamos na espiritualidade de Inácio de Loyola uma inspiração e um modo cristão de se fazer presente nesse mundo vasto e complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: